RSS

Arquivo da tag: Brasil

É Brasil 4 vezes no pódio da Imagine Cup


Imagine Cup

A competição de desenvolvimento e design digital promovida pela Microsoft chamada Imagine Cup contou com brasileiros em quatro equipes finalistas. O objetivo desta maratona da computação é criar soluções baseadas nas metas do milênio da ONU.

Os irmãos Roberto e Eduardo Sonnino desenvolveram uma plataforma educativa interativa e ocuparam a primeira posição nas categorias Windows Azure Challenge, Metro Style Challenge e Kinect Fun Labs Challenge na décima edição do torneio, que ocorreu em Sydney, na Austrália.

Além dos irmãos, a equipe The Doers conta com alunos da Universidade Positivo em Curitiba (PR) e ficou em segundo lugar na categoria Game Design: Xbox/Windows. O primeiro lugar pertence a um time tailandês. Os estudantes desenvolveram um jogo chamado Do More e o objetivo é controlar uma organização que ajuda a desenvolver cidades.

Já as equipes Virtual Dreams e Team Interlab ganharam três competições.
Os projetos possuem enfoque nas tecnologias do sensor Kinect, computação em nuvem Azure e design Metro.

Nesta edição, o Brasil foi o terceiro país em quantidade de participantes, atrás da China e Índia. A competição contou com mais de 250 projetos de 160 times de 75 países.
Os prêmios somam a quantia de 175 mil dólares na fase internacional, de acordo com a Microsoft. A décima primeira edição da Imagine Cup ocorrerá em São Petersburgo, na Rússia.

Anúncios
 

Tags: , ,

Dupla brasileira conquista primeiro lugar em campeonato de robótica


 

RobocupWallace Silva, o professor Luís Rogério, e Renato Júnior

Uma dupla de estudantes brasileiros conquistou a premiação máxima na RoboCup, maior olimpíada de robótica do planeta, na modalidade ‘resgate‘, realizada na Turquia entre os dias 4 e 10 de julho. Os competidores do Japão ficaram em segundo lugar e, em terceiro, os da Alemanha.

Renato Ferreira Pinto Júnior, aluno do 2º ano do ensino médio no Colégio Objetivo, e Wallace Souza Silva, que cursa engenharia mecatrônica na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) disputaram o prêmio com cerca de 4 mil participantes de todo o país.

Competindo pela modalidade ‘resgate‘, em três dias de provas, totalizando nove rodadas, a dupla brasileira teve de programar um robô que leva o nome de Hipérion para cumprir a tarefa de salvar vítimas. Com a aplicação de diversos conceitos de mecânica, computação e sistemas digitais, o robô foi projetado com uma estrutura mecânica de tal forma eficiente a ponto de, sem nenhuma intervenção humana e com movimentos milimétricos, conseguir subir uma rampa, atingir o andar superior e salvar seu objeto.

O robô Hipérion pesa 2,5 quilos, e possui uma dezena de motores e cerca de 20 sensores. Entre eles, estão os de ultrassom e infravermelho até bússolas digitais e acelerômetros

O resgate, segundo o professor Luís Rogério da Silva que acompanhou os estudantes na competição, foi uma operação de grande complexidade, pois a máquina não recebeu nenhuma orientação prévia sobre a localização da vítima e sobre sua própria posição em relação a ela.

Wallace e Renato criaram um robôRenato e Wallace criaram o robô Hipérion

Mesmo assim, antes de esgotar-se o tempo estipulado para a conclusão da prova, que é de oito minutos, encontrou a vítima, encaixou-a em suas garras, ergueu-a e colocou-a sobre o patamar de refúgio, segundo Silva.

De acordo com o professor, para montar um robô desse tipo é necessário que o estudante seja extremamente habilidoso, porque deve construir uma máquina que possa agir de maneira autônoma, recebendo as informações do cenário e adequando as ações para livrar-se dos obstáculos e manter-se norteada a resgatar seu alvo.

"Foi o melhor resultado do Brasil. Tínhamos expectativas positivas, mas dizer que não foi surpreendente receber o prêmio máximo seria uma mentira", afirma Silva.

Fonte: G1

 

Tags: , , ,

Brasil é tricampeão da Imagine Cup


A Microsoft anunciou na noite do dia 13/7, os vencedores da 9ª edição da sua Copa do Mundo da Computação e os estudantes brasileiros foram reconhecidos campeões mundiais pela terceira vez na história da competição. Na cerimônia de premiação realizada no Lincoln Center em Nova Iorque, a equipe de Curitiba (PR) conquistou o 1º lugar na categoria Projeto de GamesXbox com o jogo UCAN. Já os pernambucanos, que tradicionalmente se destacam, repetiram o feito do ano passado e foram vice-campeões no desafio de Interoperabilidade, dessa vez com um aplicativo para Windows Phone que permite a comunicação de deficientes auditivos por celular.

Brasil é tricampeão da Imagine Cup

Talento, Imaginação e Paixão

Estudantes da Unesp, interior de São Paulo, e da Universidade Federal de Pernambuco, também usaram a criatividade e a vontade de mudar o mundo para desenvolver
tecnologias que se propõem a resolver os maiores problemas da humanidade de acordo com as oito metas do milênio estabelecidas pela ONU. Nas categorias “Projeto de Software”, “Digital Media” e “Sistemas Embarcados”, eles também estiveram entre os melhores do mundo no evento em Nova Iorque.

O prefeito da cidade, Michael Bloomberg, e Arne Duncan, Secretário de Educação dos EUA, são algumas das autoridades que participaram do evento e homenagearam os estudantes.
A atriz, filantropa e ativista social Eva Longoria também esteve por lá.

Imagine Cup - Premiação


A Imagine Cup é uma iniciativa de Cidadania
Corporativa da Microsoft que procura estimular o desenvolvimento de jovens talentos, associando o conhecimento que eles possuem em tecnologia com seus ideais de construção de um mundo melhor. Os brasileiros, com muita criatividade, competência e alegria sempre conquistam boas colocações na competição, enchendo o País de orgulho”, revela Marines Gomes, gerente de programas acadêmicos da Microsoft Brasil.

Este ano, a Imagine Cup contou com 350 mil jovens inscritos de cerca de 70 países e classificou mais de 400 para a final mundial. O Brasil contou com 42 mil participantes e classificou cinco equipes, sendo o País com a maior representatividade nas finais mundiais.

Projetos Campeões:

Signum Games, campeã mundial em Game Design!!! Parabéns galera!!!!

1º lugar na Categoria Game Design (Windows/Xbox – XNA)
Equipe: Signum Games / Curitiba (PR) – Universidade Positivo
Prêmio: US$ 25 mil


2º lugar no Desafio de Interoperabilidade

Equipe: Bells Team / Recife (PE) – Universidade Federal de Pernambuco
Prêmio: US$ 4 mil

2º lugar no Desafio Orchard (uso de tecnologia CMS para módulos de sistemas como de checkout, mapas e serviços de geolocalicação e interatividade com redes sociais).
Equipe: Virtual Dreams / Recife (PE) – Universidade Federal de Pernambuco
Prêmio: US$ 4 mil

Em 2012, a final mundial da Imagine Cup será celebrada na cidade de Sidnei, na Austrália.
As inscrições para a competição no próximo ano já estão abertas e os estudantes podem obter mais informações no site oficial do evento: www.imaginecup.com

Algumas informações da Techlider

 

Tags: , , ,

Brasil pode receber data center da Microsoft


A companhia calcula que terá de oito a dez unidades ao redor do mundo; o recém-inaugurado em Chicago consumiu cerca de US$ 80 milhões

O Brasil pode ser um dos locais escolhidos pela Microsoft para a construção de um data center para prover os serviços de computação em nuvem da companhia. Em visita ao País, o vice-presidente corporativo e presidente para mercados emergentes, além de conselheiro-chefe do chefe de operações, Orlando Ayala, falou sobre a relevância do Brasil no cenário econômico global e disse que a Microsoft avalia colocar por aqui um dos entre oito e dez data centers que a empresa terá ao redor do mundo.

Sem revelar expectativas de investimentos, o VP comentou que o recém-inaugurado data center em Chicago (Estados Unidos) consumiu recursos na ordem de US$ 80 milhões.
"Mas não quero criar expectativa de que seria isto no Brasil", ressaltou.

O objetivo do data center seria prover aqui os serviços de computação em nuvem para empresas brasileiras e possivelmente as de Cone Sul também de pequeno e médio portes.
Atualmente, os mil clientes PME (que resultam em 100 mil usuários) são atendidos desde os EUA. "O Brasil tem capacidade de exportar serviços de nuvem."

A decisão sai em três meses e não há outro país da América Latina na disputa.

Fonte: IT WEB

 

Tags: , ,

Supercomputador instalado no Brasil é o 29º mais poderoso do mundo


TupãSupercomputador Tupã, instalado em prédio do
Inpe no interior de São Paulo. (Foto: Divulgação)

O Brasil passou a ter o supercomputador mais rápido do hemisfério sul e, pela primeira vez na história, atingiu a 29ª colocação da lista das máquinas mais poderosas em atividade em todo mundo. De acordo com o TOP500, órgão que avalia os supercomputadores, o Tupã, instalado no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) de Cachoeira Paulista (a 202 km de São Paulo) desde outubro, é o terceiro mais poderoso entre os equipamentos dedicados à previsão de tempo e de clima sazonal.

A máquina, um XT6 da Cray, é capaz de executar 258 TFlops, equivalente a 258 trilhões de cálculos de ponto-flutuante por segundo. A velocidade dos computadores é medida em Flops – sigla em inglês para operações de ponto-flutuante por segundo –, cálculos que envolvem números muito pequenos ou muito grandes.

Um bom computador caseiro, com o processador Intel Core i7 980 XE, por exemplo, opera em pouco mais de 100 GFlops – 100.000.000.000 dessas operações a cada segundo. O equipamento  comprado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pela Fapesp por US$ 23 milhões é, portanto, 2.580 vezes mais veloz que as máquinas domésticas.

Gilberto Câmara explicou que a aquisição faz parte da das estratégias do instituto para lidar com eventos climáticos cada vez mais extremos, como as tempestades que causaram enchentes e deslizamentos no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, em 2008.

Com capacidade de processamento de dados muito maior, é possível prever o tempo em uma escala muito pequena, portanto mais precisa. Com a compra de um dos computadores mais rápidos do mundo para essa tarefa, o instituto conseguirá saber, por exemplo, a diferença entre a chuva que poderá cair na Zona Leste e no Centro da cidade de São Paulo.
O supercomputador do Inpe vai entrar em plena operação em 2011.

Desde o final de outubro, a China assumiu a liderança na lista das supermáquinas, com o Tianhe-1-A, que opera a 4,7 PetaFlops, ou cerca de 20 vezes a velocidade da máquina instalada no Brasil.

Fonte: G1

Abraços

Fabio dos Santos Oliveira
Microsoft Student Partners

 
Deixe um comentário

Publicado por em 27/11/2010 em Tecnologias

 

Tags: ,

Lançamento do Kinect no Brasil e no Mundo


O videogame mais badalado dos últimos tempos foi lançado nesta quinta-feira dia 04/11/no mundo inteiro, e o Brasil não ficou de fora. O videogame ultrapassou limites jamais imaginados. Tudo em nome da diversão.

O Kinect, ideia que nasceu com o nome de ”Projeto Natal”, é o nome de um projeto encabeçado pela Microsoft para seu console de videogame de última geração Xbox 360, que tem ainda como colaboradora a empresa Prime Sense. O projeto visa criar uma nova tecnologia capaz de permitir aos jogadores interagir com os jogos eletrônicos sem a necessidade de ter em mãos um controle/joystick, inovando no campo da jogabilidade, já bastante destacado pelas alterações trazidas pelo console Wii, da Nintendo.



NOME DE CÓDIGO

O nome "Natal" faz referência a cidade brasileira de Natal no Rio Grande do Norte.
"Um de nossos pesquisadores, Alex Kipman, é do Brasil e ele escolheu a cidade de Natal como um tributo a seu País. Além disso, ele sabia que Natal também significa nascer, em latim. Considerando o novo público que será atraído ao Xbox 360 pela novidade, o nome encaixou perfeitamente", respondeu a Microsoft.


FUNCIONAMENTO

Há duas câmeras:
uma RGB, que reconhece o rosto e exibe vídeos, e outra infravermelha (IR), para reconhecer movimento e profundidade. Por que uma câmera IR? O olho não vê a luz infravermelha. E quando se combina uma câmera IR com um emissor IR (que faz parte do Kinect), a sala fica inundada com um espectro de luz invisível que funciona até no escuro.
O Kinect também possui um sistema de processamento interno para lidar com a quantidade não especificada de trabalho em reconhecer imagem e voz de forma inteligente. Ele divide o corpo humano em 48 pontos, identificados em tempo real, e ele reconhece o corpo todo no espaço-Z  ou seja, o Kinect têm noção de profundidade. De fato, num mapa de calor (heatmap) que mensurava profundidade, minhas mãos pareciam mais quentes que meus ombros, porque elas estavam mais perto do aparelho. O Kinect é tão esperto que, se sua sala tiver dois sofás que limitem o espaço de jogo, ele envia um sinal ao jogo para estreitar o espaço.

SENSOR

O sensor do Kinect (Projeto Natal), tem cerca de 23 cm de comprimento horizontal. Ele têm 5 fatores principais: 1º. Câmera RGB (Red, Green, Blue) que permite o reconhecimento facial perfeito da pessoa que está em frente do console. 2º. Sensor de profundidade, que permite que o ascessório escaneie o ambiente a sua volta em três dimensões. 3º. Microfone embutido, que além de captar as vozes mais próximas, consegue diferenciar os ruídos externos. Dessa forma, barulhos ao fundo não atrapalham o andamento do Kinect. O microfone também é capaz de detectar várias pessoas diferentes em uma sala. 4º. Próprio processador e software.
5º. Detecta 48 pontos de articulação do nosso corpo, ou seja, possui uma precisão sem precendentes.

O Kinect, não terá o tão esperado reconhecimento de voz (que identifica a pessoa pela voz), "ele terá de ser atualizado com o tempo" diz a Microsoft Brasil.


A prova de fogo começa no dia 18 deste mês, quando o jogo chega às lojas, inclusive no Brasil.
O preço do acessório já foi anunciado: R$ 599 e cada jogo sai a R$149.

Por enquanto, existem 19 games. Mas, graças à burocracia brasileira, apenas cinco estarão disponíveis por enquanto. Outros sete devem chegar até o Natal.

GAMES for EVERYONE

Kinect Adventure
Kinectimals
Kinect Sports
Kinect Joy Ride
Dance Central
Your Shape Fitness Evolved
Zumba® Fitness
EA SPORTS Active™ 2
Sonic Free Riders™
Adrenaline Misfits
The Biggest Loser: Ultimate Workout
DECA Sports Freedom
Fighters Uncaged
MotionSports™
Harry Potter and the Deathly Hallows – Part 1

Alex Kipman é o brasileiro por trás do Kinect. Ele mora nos Estados Unidos há 15 anos, mas a ideia também nasceu no Brasil. Foi há três anos, num sítio no interior do Paraná, distante de qualquer tecnologia.

Acordei um dia e uma felicidade assim de não ter tecnologia em volta de mim. Então eu me perguntei: ‘nós estamos ficando escravos da tecnologia’. E se a gente voltar a fazer um negócio onde a tecnologia é a nossa escrava", conta Kipmam.

Hoje, ele é tratado apão de lóna Microsoft. Afinal, o brinquedinho é o grande trunfo da empresa para brigar num mercado bilionário dominado pelo Nintendo Wii e pelo Playstation.
O Kinect saiu na frente.

Show Né?  E ai Gostou?
Comenta Ae!

Abraços

Fabio dos Santos Oliveira
Microsoft Student Partner

 
Deixe um comentário

Publicado por em 05/11/2010 em Kinect

 

Tags: , , ,

 
%d blogueiros gostam disto: