RSS

Como escolher um fornecedor de Cloud Computing

06 nov

Planejamento é essencial antes de optar por uma solução de computação em nuvem

As corporações interessadas em adotar serviços de segurança baseados em cloud computing que dependem de auditorias talvez tenham um caminho complicado pela frente.

Em outras palavras, a organização pode terceirizar serviços, plataforma, segurança ou infraestrutura, mas deve manter dentro da empresa o controle sobre os ambientes. E como forma de ajudar as empresas a evitar qualquer surpresa com a cloud computing, irei indicar oito passos para a migração para esse modelo:

1 – Avalie profundamente cada aplicação. “Algumas delas estão enraizadas no sistema da corporação e a nuvem nunca atingirá o grau necessário de conformidade e segurança”.

2 – Classifique os dados e determine tudo o que é dado e processo sensível. Essa etapa desponta como um passo essencial para não errar na definição do tipo de nuvem que será escolhida.

3 – Determine o tipo de nuvem que melhor se enquadra na corporação. As opções variam de software como serviço, plataforma como serviço ou infraestrutura como serviço.

4 – Escolha o modelo de oferta. Pode ser nuvem privada, nuvem auto-gerenciada, gerenciada, nuvem pública terceirizada, nuvem pública corporativa ou nuvem híbrida.

5 – Especifique uma arquitetura para a plataforma. Isso deve incluir especificações para computação, armazenamento, backup, roteamento de rede, virtualização e hardware dedicado.

6 – Especifique cuidadosamente todos os serviços de segurança. Se para adquirir infraestrutura ou software isso já é importante, os que pretendem contratar segurança como serviço devem ter todos os requisitos bem descritos. Isso inclui firewalls, detecção de intrusos, gerenciamento de identidade, prevenção a perda de dados, criptografia, buscas por vulnerabilidade, entre outros.

7 – Confira cuidadosamente todas as políticas do fornecedor de cloud computing para verificar se tudo está enquadrado nos requerimentos da empresa.Esse fator varia absurdamente em diferentes fornecedores”.

8 – Analise bem o provedor de serviço. A avaliação deve levar em conta se ele está geograficamente disperso, se os usuários podem realizar atribuição de recursos de forma autônoma e se o fornecedor tem capacidade suficiente para atender a um crescimento do negócio. Avalie também se o provedor tem metodologia documentada para monitorar o tráfego de todos os seus usuários, evitando os ataques de negação de serviço que ocorrem sem intenção; quais são os acordos de nível de serviços (SLAs); e a estabilidade financeira da companhia.

Abraços

Fabio dos Santos Oliveira
Microsoft Student Partners

Anúncios
 
 

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: